sábado , 18 novembro 2017
Capa > Gustavo Rocha

Gustavo Rocha

Arbitragem, blockchain e direito do trabalho. Hein? #DepartamentoasQuintas

Parece surreal unir estes três temas num único canal e relacional ainda, entretanto, eles já estão reunidos e com tendências fortes de aplicação no Brasil. Como assim? Uma das alterações da chamada reforma trabalhista é de que contratos de trabalho acima de 12 mil reais possam eleger como foro as câmaras arbitrais e não a justiça do trabalho. Tal situação …

Leia Mais »

Significado de esperança!

Quando o termo é esperança, muitas pessoas ficam esperando que as coisas caiam do céu, na ESPERANÇA de que um dia tudo se resolva, como num passe de mágica. Assim como crer que sem trabalho se terá sucesso. Ledo engano. O único lugar onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário. Contudo, sem ver esperança como um milagre divino …

Leia Mais »

Kintsugi e a advocacia #DepartamentoasQuintas

Segundo a Wikipédia, Kintsugi (金継ぎ?, きんつぎ, “emenda de ouro”), também conhecido como Kintsukuroi (金繕い?, きんつくろい, “reparo com ouro”) é a arte japonesa de reparar uma cerâmica quebrada com laca espanada ou misturada com pó de ouro, prata ou platina; E o que isto tem a ver com a advocacia? Penso que não só com a advocacia, mas com a vida como um todo: Precisamos aprender a viver melhor com nossos …

Leia Mais »

Internet das coisas e o mercado jurídico

Divido com vocês minha coluna na Universidade Projuris sobre internet das coisas e a advocacia: Internet das coisas e a advocacia O que vem a ser a Internet das coisas? Uma definição simples e clara: A Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things) é uma revolução tecnológica [1] a fim de conectar dispositivos eletrônicos utilizados no dia-a-dia (como aparelhos …

Leia Mais »

Advocacia disruptiva e cognitiva. E agora, quem poderá nos ajudar? #DepartamentoasQuintas

Para simplificar os termos do título, lanço algumas definições simples e objetivas: Advocacia disruptiva: Um novo momento da advocacia, onde praticamente tudo que era considerado advogar mudou. Ingressamos com meios que mudaram, tal como processo eletrônico, bem como intersecção de profissionais com a advocacia, como administradores, profissionais de tecnologia da informação, entre outros. Exemplos típicos: Automação de fluxos internos e …

Leia Mais »

Qr Code. Agora uma realidade!

Brado desde 2011 que o uso do Qr Code na advocacia era algo útil e poderia ser utilizado em escala, tanto que recentemente uma notícia abalou o mundo jurídico como novidade: Um advogado ao usar um qr code para explicar em video a sua petição, ganhou uma antecipação de tutela. Vejamos um trecho da notícia: O juiz de Direito José …

Leia Mais »

Advogado ou CEO? #DepartamentoasQuintas

Quando se atua como advogado em uma empresa, pensamos sempre na figura do departamento jurídico, quiçá do atendimento/SAC ou ainda uma relação direta com a direção ou vendas. Normalmente vinculados a um CEO ou CFO. Já uma tendência tem mudado esta realidade fora do Brasil e por aqui não é tão diferente. Vejamos a reportagem de João Ozório de Melo: …

Leia Mais »

No que acredita? #GustavoRochaemEssência

Muitas crenças e trabalhos/fluxos que são mantidos existem porque as pessoas continuam passando as informações como sendo válidas porque ouviram falar, na famosa frase: “Eu faço assim porque sempre foi assim”. Sem nunca se questionar do porque de ser assim, dos motivos que levaram a fazer daquele jeito, o que é pior: Sem nem pensar nos resultados que hoje fornece …

Leia Mais »

Robôs juízes. Hein?

Muito se fala de inteligência artificial, seu uso na advocacia, mas o judiciário também está se preparando para usar ferramentas mais adequadas aos volumes de processos existentes. Embora saibamos que a maioria dos processos pertencem ao ente Estado como um todo e algumas empresas, lidar com os processos é essencial. Vejamos uma notícia sobre o tema: Robôs permitem que juízes …

Leia Mais »

Como manter a cultura da empresa #DepartamentoAsQuintas

Uma das maiores, senão a maior dificuldade que se tem em qualquer projeto interno do escritório ou departamento jurídico é manter o que foi definido alinhado, contínuo depois de implantado, quer dizer, arraigado a cultura do que já existe. Esta é uma das razões que não acredito em projetos de curto prazo, nem projetos que apenas apresentam ideias, mas não …

Leia Mais »