sábado , 18 novembro 2017
Capa > Empresas & Negócios > Coca-Cola lança garrafa feita de PET reciclado
Coca-Cola

Coca-Cola lança garrafa feita de PET reciclado

Coca-Cola

Nova tecnologia agregará valor à cadeia de reciclagem do PET, beneficiando os catadores

A Coca-Cola Brasil dá mais um passo rumo à garrafa sustentável do futuro e torna-se pioneira no uso de materiais reciclados em suas embalagens com o lançamento da Bottle-to-Bottle. Trata-se de uma embalagem PET produzida parcialmente a partir de garrafas PET pós-consumo recicladas. Com esta nova demanda para o PET reciclado, direcionado à fabricação de embalagens para alimentos, espera-se uma valorização do material coletado, impulsionando toda a cadeia de reciclagem do País.

Lançada em 6 de setembro, em São Paulo, contou com a presença de Marco Simões, vice-presidente de Comunicação e Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil; Rino Abbondi, vice-presidente de Técnica e Logística da empresa; Roberto Laureano, representante do Movimento Nacional dos Catadores; e Helio Mattar, presidente do Instituto Akatu.

A nova garrafa começará a ser comercializada em setembro, inicialmente nas embalagens de Coca-Cola de 2,5L, pelo fabricante Spaipa, que atua no Paraná e em parte de São Paulo.

“Graças ao projeto Bottle-to-Bottle, até o fim de 2011 serão economizadas cinco mil toneladas de PET virgem, o que é ótimo para o meio ambiente. Prevemos que, até 2014, todas as embalagens PET do nosso portfolio serão fabricadas com a nova tecnologia, fazendo com que esta economia chegue a 60 mil toneladas/ano”, afirma Rino Abbondi, vice-presidente de Técnica e Logística da
Coca-Cola Brasil.

Para Roberto Laureano, representante do Movimento Nacional dos Catadores, “a nova tecnologia contribui muito para organização dos catadores no Brasil, gerando trabalho, renda e inclusão social. Parabenizo a empresa por esta iniciativa”.
“A Coca-Cola dá um passo na direção certa. Este é o caminho certo a ser trilhado e contribui enormemente para evolução das embalagens rumo à sustentabilidade”, reforçou Helio Mattar, presidente do Instituto Akatu.

Nova era de embalagens

Bottle-to-Bottle é a embalagem PET da Coca-Cola elaborada com PET virgem tradicional e PET pós-consumo reciclado grau alimentício, o chamado PET PCR. Inicialmente, a Coca-Cola irá utilizar 20% de resina PET PCR e 80% de resina PET virgem nesta embalagem, e esta proporção pode ser aumentada à medida que a oferta de PET PCR grau alimentício cresça. Em suma, trata-se de um projeto que nos permite produzir novas garrafas PET a partir de garrafas pós-consumo recicladas. No processo de fabricação da resina PET PCR, as embalagens PET coletadas são selecionadas, trituradas – e os flocos resultantes passam por um processo de intensa limpeza e descontaminação em um reator, sob alta temperatura e pressão, até atingir um grau de pureza adequado para utilização na fabricação de embalagens destinadas ao contato direto com alimentos. A tecnologia empregada na fabricação da resina PET PCR grau alimentício, validada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, confere ao PET reciclado as mesmas características de um material novo (resina PET virgem), a partir do qual se elaboram embalagens plásticas. O processo de fabricação da Bottle-to-Bottle representa utilização de menos água e energia que outros sistemas de produção de PET reciclado para uso alimentício, como a despolimerização do PET (processo em que o polímero é decomposto em seus componentes originais) ou as embalagens com múltiplas camadas, onde o PET PCR é aprisionado entre 2 camadas de PET virgem.

Cadeia de reciclagem
O lançamento de Bottle-to-Bottle está alinhado com a plataforma de sustentabilidade Viva Positivamente, criada em 2008 pela Coca-Cola Brasil com o objetivo de reunir princípios, valores e áreas de atuação prioritárias para que sua operação continue avançando de forma sustentável. Neste conjunto de iniciativas, o programa “Reciclou, Ganhou” tem por objetivo, desde 1996, promover a educação ambiental e estimular a reciclagem de embalagens, contribuindo para minimizar o impacto destas sobre o meio ambiente. Hoje, a empresa apoia cerca de 200 cooperativas em todo o País, com o objetivo de torná-las lucrativas e geridas corretamente, além de contribuir para a formação de uma cultura de reciclagem. Graças ao trabalho, principalmente das cooperativas de coleta seletiva e de uma indústria recicladora eficiente, o País ostenta também um dos mais altos índices mundiais de reciclagem de embalagens de PET, atualmente em torno de 55,6%.

Para saber mais, visite os sites: http://www.institutococacolabrasil.com.br e http://www.cocacolabrasil.com.br.

Fonte: Textual Comunicação

Sobre Rudinei Modezejewski

Consultor em propriedade intelectual a 15 anos, desde 1999 mantém o site www.e-marcas.com.br, fundador do Avctoris (www.avctoris.com) e Sócio-Diretor do E-Marcas. Atuou também como consultor em Marketing Jurídico, é colunista de diversos sites e blogs (Administradores, TuDiBão, Webinsider, Consultores entre outros), hard-user de internet e redes sociais (Twitter, Ning, Grupos de Discussão do Yahoo, etc…) e gestor do portal Direito & Negócios, empreendedor compulsivo.

Check Also

Gartner alerta as organizações para que se concentrem nas maiores ameaças de segurança e não nas mais populares

Analistas apontam que não se deve deixar que ataques de grande visibilidade dominem os esforços …

Deixe uma resposta