terça-feira , 24 outubro 2017
Capa > Empresas & Negócios > DATEN revela cinco mitos e verdades sobre o uso de computadores

DATEN revela cinco mitos e verdades sobre o uso de computadores

DATEN, uma das companhias líderes na produção nacional de PCs e notebooks, alerta que, desde a criação do primeiro computador, muitos mitos surgiram sobre seu uso, conservação e funcionamento. Novas tecnologias e novos programas são constantemente apresentados ao mercado, deixando os usuários confusos sobre quais ações são mais adequadas para não reduzir a vida útil dos aparelhos.

“Com o passar dos anos, a presença cada vez maior do computador no cotidiano de todos, seja em casa, seja no trabalho, trouxe algumas dúvidas sobre a adoção e manutenção dos dispositivos. A quantidade de ícones no desktop e o uso repetido do botão ‘reset’, por exemplo, fazem parte da lista de questões dos usuários de PCs. Recebemos inúmeras perguntas diariamente e achamos importante esclarecer certos pontos a fim de sanar dúvidas e melhorar a utilização e duração dos equipamentos”, comenta Paula Mello, Gerente de Marketing da Daten.

A empresa conta com uma área dedicada em seu site (www.daten.com.br/suportes) para suporte relativo a PCs e notebooks que tem atendimento personalizado de acordo com o tipo de usuário: Setor Público, Corporativo, Educacional ou Varejo. É possível tirar dúvidas com os técnicos especializados da empresa por chat on-line na própria página, e-mail ou telefone.

Confira abaixo alguns mitos e verdades destacados pela DATEN sobre o uso do PC:

  1. Salvar muitos ícones no desktop deixa o PC mais lento

VERDADE – A placa de vídeo é a ferramenta responsável por atualizar as informações constantes na tela do computador. Quanto mais itens ocuparem a área de trabalho, maior será o tempo que o equipamento levará para carregar novas informações na tela. O elevado número de ícones no desktop está diretamente ligado à probabilidade de haver mais programas instalados no PC, ocasionando lentidão.

  1. Deixar o estabilizador ligado prejudica o desempenho da máquina

MITO – Não existem restrições ou problemas em deixar o estabilizador sempre ligado. O que se deve levar em consideração ao mantê-lo em funcionamento sem interrupção é o consumo de energia. Outro fator a ponderar é que o estabilizador emana calor durante sua operação, portanto, a temperatura do ambiente no qual o equipamento está instalado tende a aumentar.

  1. Manter o PC em modo hibernar em vez de desligá-lo dificulta o funcionamento posterior

MITO – A função de hibernação permite recuperar a atividade do computador com programas e janelas do navegador de Internet do ponto em que estava antes. Não há problemas em manter a máquina hibernando e a função também não consome bateria no caso dos notebooks. Um fato que pode ocorrer é a demora do aparelho a retomar as atividades, conforme a quantidade de páginas e programas que estavam em execução. Ainda assim, a função é útil para acessar com facilidade arquivos, documentos e outros itens.

  1. Deixar a bateria descarregar completamente antes de uma nova recarga faz com que aumente o tempo de duração

MITO – Descarregar completamente a bateria para só assim carregar novamente pode encurtar a vida útil do equipamento. A grande parte dos notebooks funciona com baterias de íon-lítio, que possuem grande capacidade de armazenamento de energia e dispensam o cumprimento de ciclos completos de carga e descarga, ou seja, o usuário pode plugar o equipamento ao carregador antes que a bateria chegue ao fim sem problemas.

  1. Forçar o desligamento do PC direto no botão estraga a máquina

VERDADE – Desativar o computador diretamente no botão, sem seguir o processo padrão de desligamento, influencia em seu desempenho. É recomendado desligar subitamente apenas se for necessário limpar a memória RAM ou se a máquina travar. Caso isso aconteça com frequência, é preciso analisar a situação do PC.

Sobre Gabriel Cruz

Check Also

Grupo New Space anuncia Arthur Dinóla como novo Diretor Executivo

Profissional com mais de 30 anos de experiência chega com a responsabilidade de ampliar o …

Deixe uma resposta